Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Céu e o Inferno  |  Segunda Parte - Exemplos Capitulo VII     |  02/02/2009
ESPÍRITOS ENDURECIDOS - UM ESPÍRITO ABORRECIDO - PARTE I
... (Bordéus, 1862)
Este Espírito apresenta-se espontaneamente ao médium, reclamando preces.
1. - Que vos leva a pedir preces? - R. Estou farto de vagar sem objetivo(1).

A palavra prece vem do latim pracari e significa rogar, pedir, suplicar, implorar.
...”. Este Espírito apresenta-se espontaneamente ao médium, reclamando preces(1)”
Quanto a solicitação deste Espírito as questões que se levantam são:-

Por quê a necessidade de prece deste Espírito? 
Como a prece pode auxiliá-lo?
Por que ele mesmo não as faz?
Para se compreender o alívio que a prece pode proporcionar aos Espíritos sofredores, faz-se preciso saber de que maneira ela atua . Uma clara explicação sobre a prece pode ser encontrada no comentário dos Espíritos à questão 659 do O LIVRO DOS ESPÍRITOS;-

...” a prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar Nele; é aproximar-se Dele; é pôr-se em comunicação com Ele. ... Pode-se dizer, também, que a prece é uma invocação, mediante a qual o homem entra, pelo pensamento, em comunicação com o ser a quem se dirige...”(2)

De acordo com André Luís, o cérebro pode ser considerado como potente emissor e receptor de ondas mentais, ao mesmo tempo(3).

A prece é um pensamento criado pela vontade. Assim, as ondas eletromagnéticas do pensamento, carregadas das ídeo-emoções do Espírito, constituem o que se denomina fluido magnético, que é plasma fluídico vivo, de elevado poder de ação(4).

Allan Kardec(5 em relação a prece explica que:-

”Para apreendermos o que ocorre em tal circunstância, precisamos conceber mergulhados no fluido universal, que ocupa o espaço, todos os seres, encarnados e desencarnados, tal qual nos achamos, neste mundo, dentro da atmosfera. Esse fluido recebe da vontade uma impulsão; ele é o veículo do pensamento, como o ar o é do som, com a diferença de que as vibrações do ar são circunscritas, ao passo que as do fluido universal se estendem ao infinito. Dirigido, pois, o pensamento para um ser qualquer, na Terra ou no espaço, de encarnado para desencarnado, ou vice-versa, uma corrente fluídica se estabelece entre um e outro, transmitindo de um ao outro o pensamento, como o ar transmite o som.

Por quê a necessidade de prece deste Espírito? 

Os Espíritos sofredores reclamam preces e estas lhes são proveitosas, porque, verificando que há quem neles pense, menos abandonados se sentem, menos infelizes(6).

A alma pela qual se ora experimenta alívio, porque é um testemunho de interesse e o infeliz é sempre aliviado quando encontra corações caridosos que se compadecem de suas dores. Por outro lado, ainda pela prece, estimula-se ao arrependimento e ao desejo de fazer o que é preciso para ser feliz; é nesse sentido que se pode abreviar sua pena se, por sua vez, ela secunda pela sua boa vontade(7). 

Como a prece pode auxiliá-lo?

A prece tem sobre eles ação mais direta: reanima-os, incute-lhes o desejo de se elevarem pelo arrependimento e pela reparação e, possivelmente, desvia-lhes do mal o pensamento. E nesse sentido que lhes pode não só aliviar, como abreviar os sofrimentos(8). 

Por que ele mesmo não as faz?

Quando se desliga do corpo, a alma passa algum tempo em estado de perturbação, a qual varia de acordo com o grau de elevação moral do desencarnante. A morte, em razão disso, resulta na vida a que o homem se impõe. Os condicionamentos físicos e psicológicos do dia-a-dia, incorporados ao painel mental de cada criatura, prosseguem inalterados, mesmo quando se rompem os liames da matéria através da desencarnação(9). Desfazer-se desses condicionamentos leva algum tempo, perdurando assim a perturbação mental que impede o impulso da vontade na realização da prece. As preces realizadas em favor desses Espíritos funcionam como terapia.

Sobre a terapia da prece comenta Joanna de Angelis(10). 

...’Terapia valiosa, a oração atrai as energias refazentes que reajustam moléculas orgânicas no mapa do equilíbrio físico, ao tempo que dinamiza as potencialidades psíquicas e emocionais, revigorando o indivíduo.

A oração pelos mortos constitui valioso tributo de amor por eles, demonstração de ternura e recurso de caridade inestimável. Semelhante a telefonema coloquial, a rogativa lhes chega ungida de afeto que os sensibiliza, e o conteúdo emocional os desperta para as aspirações mais elevadas, que passam a plenificá-los. Além disso, pelo processo natural de sintonia com as Fontes geradoras da Vida, aumenta o potencial que se derrama, vigoroso, sobre os destinatários, ensejando-lhes abrir-se à ajuda que verte do Pai na sua direção(11). Daí nasce a afirmativa de que somente o amor pode atravessar o abismo da morte(12).

Laurelucia Orive Lunardi
Fevereiro / 2009
 
Bibliografia:
1- Kardec Allan ,O Céu e o Inferno, cap VII:- Espíritos endurecidos :- UM ESPÍRITO ABORRECIDO. 2- Kardec Allan , O LIVRO DOS ESPÍRITOS, questão 659. 3- André Luiz (Mecanismos da Mediunidade), 4- Hernani T. Sant’Anna Espírito Áureo UNIVERSO E VIDA 5- Allan Kardec , O Evangelho Segundo o Espiritismo CAPÍTULO XXVII,item8. 6-Allan Kardec , O Evangelho Segundo o Espiritismo CAPÍTULO XXVII item 18 7-Allan Kardec , O Livro dos Espíritos, questão nº 664 8-Allan Kardec , Revista Espírita, 1859, pág. 315: Efeitos da prece sobre os Espíritos sofredores 9-Franco, Divaldo Pereira/ Joanna de Angelis. Lampadário Espírita - Item 11 - Turbação Espiritual - pág. 53. 10-Franco, Divaldo Pereira/ Joanna de Angelis. Momentos Enriquecedores 11-Franco, Divaldo Pereira/ Joanna de Angelis. Momentos de Saúde) 12-Francisco Cândido Xavier Emmanuel O Consolador.
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett