Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Espíritos  |  Capítulo IV     |  01/02/2013
SERES ORGÂNICOS E INORGÂNICOS - INTRODUÇÃO E QUESTÕES DE 60 A 67A - PARTE VI
             Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade (Segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec)

Livro Primeiro: As Causas Primárias

Capítulo I
 DeusQ. 1 a 16
Capítulo II
 Elementos Gerais do UniversoQ. 17 a 36
Capítulo III
 CriaçãoQ. 37 a 59
Capítulo IV
 Princípio VitalQ. 60 a 75a
 
ISeres Orgânicos e InorgânicosQ. 60 a 67a
IIA Vida e a MorteQ. 68 s 70
IIIInteligencia e InstintoQ. 71 a 75a

Capítulo IV – Seres Orgânicos e Inorgânicos - Introdução e questões de 60 a 67ª (Desenvolveremos em bloco as questões seguintes até a 67a)

Relembrando o questionamento feito em nosso estudo anterior: “O princípio vital tem existência própria?”, vamos retornar ao esquema que já estudamos no mês de outubro/2012.
             
Analisando o esquema, compreendemos que o princípio vital não tem existência própria.
             
Integrado ao sistema da unidade do elemento gerador, será um estado especial, uma das modificações do Fluido Cósmico, pela qual este se torne princípio da vida, como se torna luz, fogo, calor, eletricidade?
             
Este último sentido é o aceito, embora, seja qual for a opinião que se tenha sobre sua natureza, o certo é que ele existe, uma vez que seus efeitos podem ser apreciados.
             
Admite-se, portanto, que ao se formarem, os seres orgânicos assimilaram o princípio vital por ser necessário à destinação deles, ou que esse princípio se desenvolveu em cada indivíduo por efeito da mesma combinação dos elementos, tal como se desenvolvem dadas certas circunstâncias, o calor, a luz e a eletricidade.
             
Ao combinar-se o oxigênio, hidrogênio, nitrogênio e carbono, sem o princípio vital, forma-se um mineral ou corpo inorgânico. O princípio vital, modificando a constituição molecular desse corpo, dá-lhe propriedades especiais: em lugar de uma molécula de matéria, tem-se uma molécula mineral orgânica.
             
Nessa conclusão, jamais se entender o princípio vital como um terceiro elemento – ele é, por analogia, igual ao oxigênio e hidrogênio que também não são elementos primitivos, procedendo todos de um mesmo princípio.
             
A vitalidade é uma propriedade especial decorrente das inúmeras modificações sofridas pela matéria universal. O princípio vital tem, portanto, sua fonte no Fluido Universal, sendo intermediário, um liame, elo entre Espírito e matéria. É o mesmo para todos os seres orgânicos, modificado segundo as espécies; dando movimento e atividade, distingue da matéria inerte.
             
Instalado, agregado, apreendido esse Princípio Vital, como se daria sua manutenção?
A atividade dele é alimentada durante a vida pela ação do funcionamento dos órgãos, do mesmo modo que o calor é mantido pelo movimento de rotação de uma roda.
             
Do mesmo modo no corpo orgânico: cessado o funcionamento dos órgãos, por exemplo, pelo motivo da morte, o princípio vital se extingue, embora o efeito produzido por ele sobre o estado molecular do corpo perdure durante um tempo, como a carbonização da madeira subsiste à extinção do calor.

Em nosso próximo estudo iniciaremos o item II do Cap IV – A Vida e a Morte, que corresponde às questões de 68 a 70.

 Leda Marques Bighetti
Fevereiro / 2013
 
Bibliografia:
- “A Gênese” – cap. X e XI: - “Deus na natureza” – Camille Flammarion II; 
 - “Revista Espírita” ano 1866 pag. 67-71 a 77; 
1861 – pag. 45 e 1868 pag. 166 – 1859 pag. 80; 
- “Evolução em Dois Mundos” cap 1; 
 - “Mecanismos da Mediunidade” cap III, ambos de André Luiz; 
 - “O Livro dos Médiuns” itens 75-77 e 98. 
Também no livro Educação Mediúnica – Teoria e Prática - vol 1 - Ribeirão Preto: BELE, 2005 de Leda Marques Bighetti
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett