Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Médiuns  |  Segunda Parte Das Manifestações Espíritas   |  Capitulo XIX - O Papel dos Mediuns nas Comunicações   |  01/11/2010
REFLEXÕES SOBRE A QUESTÃO 223 CONCLUSÃO
Contém o ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo.

SEGUNDA PARTE

DAS MANIFESTAÇÕES ESPIRITAS

CAPITULO XIX

O PAPEL DOS MÉDIUNS NAS COMUNICAÇÕES

Estudo 105 – Reflexões sobre a questão 223. itens 19 a 23

             Concluindo a questão 223, itens de 19 a 22, Allan Kardec teceu considerações sobre a possibilidade de um médium de inteligência reduzida poder transmitir comunicações de ordem elevada, e os Espíritores Orientadores afirmaram a possibilidade de ocorrer esse tipo de comunicação pelas mesmas razões que um médium pode escrever numa língua que não conhece, pois a mediunidade propriamente dita independe da inteligência, assim como das qualidades morais. É natural que, para as comunicações de ordem elevada, o Espírito prefira o médium que ofereça menos obstáculos materiais, porém, na falta de melhor instrumento, pode utilizar-se daquele que esteja disponível. Ainda segundo Kardec, há ainda outra consideração: o idiota frequentemente só é idiota pela imperfeição dos seus orgãos, pois, em Espírito pode ser mais adiantado do que se pensa, como comprovara em inúmeras evocações e destacou em observação registrada em O Livro dos Médiuns e transcrita abaixo:

             Observação: Este é um fato comprovado pela experiência. Numerosas vezes evocamos Espíritos de idiotas vivos, que deram provas patentes de sua identidade, respondendo-nos de maneira muito sensata e até mesmo superior. Esse estado é uma punição para o Espírito, que sofre com o constrangimento em que se encontra. Um médium idiota pode oferecer, pois, algumas vezes, ao Espírito que deseja manifestar-se, maiores recursos do que se pensa. (Ver Revista Espírita de julho de 1860, artigo sobre Frenologia e Fisiognomia.)

             Allan Kardec também abordou a questão de certos médiuns terem aptidão para escrever em versos, apesar de serem ignorantes em matéria de poesia. Os Espíritos explicaram que a poesia é uma linguagem e que os médiuns podem escrever em versos como podem fazê-lo numa língua que desconhecem e, além disso, podem ter sido poetas em outra existência e, que, os conhecimentos adquiridos nunca se perdem para o Espírito, que deve atingir a perfeição em todas as coisas; assim, o que eles souberam no passado lhes dá, sem que o percebam, uma facilidade que não possuem no estado habitual.
O mesmo sucede com os médiuns com aptidão especial para desenho e a música que também são forma de expressão do pensamento. Os Espíritos se servem dos instrumentos que lhes oferecem mais facilidades. A expressão do pensamento pela poesia, o desenho ou a música depende algumas vezes da aptidão do médium, outras do Espírito comunicante. Os Espíritos superiores possuem todas as aptidões, os Espíritos inferiores têm conhecimentos limitados.
Concluindo o desdobramento da questão 223, Kardec questionou por que motivo um homem dotado de grande talento numa existência não o possui na seguinte, e os Espíritos explicaram que nem sempre é assim, pois muitas vezes ele aperfeiçoa numa existência o que começou na anterior. Pode acontecer que uma faculdade superior adormeça durante certo tempo para facilitar o desenvolvimento de outra, mas será um germe latente que mais tarde germinará de novo, e do qual sempre haverá alguns sinais ou pelo menos uma vaga intuição.

Tereza Cristina D'Alessandro 
Novembro / 2010
 
Bibliografia:
KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns, 2.ed. São Paulo, FEESP. 1989, Cap. XIX, q. 223, de 19 a 23
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett