Espiritismo e Equilíbrio

Releitura de títulos desenvolvidos pelo Espírito Vianna de Carvalho em 1983 em “À Luz do Espiritismo” na psicografia de Divaldo Pereira Franco. Títulos mantidos em abordagens livres.

Espiritismo e Equilíbrio

Diante do avolumar do progresso, a vida na Terra pode, pelas perspectivas que apresenta deslumbrar, uma vez que os horizontes se apresentam cada vez mais amplos em concepções grandiosas, campos de realizações vastos em serviços a serem realizados e encontrados por toda parte.

 O movimento é tão envolvente, facilitador, abrangente, convidativo, que o Homem desprevenido pode se descuidar e envolver-se em arrebatamentos que sem os critérios devidos conduzem a regiões menos enobrecidas.

  Convicção espírita é convite para ação, aumento de responsabilidade para a alma em relação à própria vida. Na caminhada física, cobra, pede, exige postura firme de quem vive a vida sob a ótica da imortalidade visando maior realização na meta evolutiva.

Por isso, nem deslumbramento, precipitação ou retardamento, mas, moderação nas atitudes em esforços contínuos na execução justa dos compromissos retos.

Haverá que ter cuidado com propostas ou mudanças radicais, ilusões, extremos, fanatismo, conivências.

A Doutrina pede cautela do princípio para marchar em segurança depois. Construir no interior da alma alicerces seguros para os embates que dia mais ou dia menos, chegarão. Confiar, portanto, nas possibilidades pessoais não procurando fazer muito, porém, o que merecer ser feito, fazer da melhor forma possível.

Ponderação em atos e palavras, principalmente não criticando a morosidade dos “velhos trabalhadores”. Estão ali verdadeiros heróis da fé, lidadores da mensagem nova num tempo não tão aberto como os atuais.

A Doutrina Espírita traz claridade para vida pedindo para isso realizações pessoais em favor da libertação íntima. Não mais desesperos, inquietações e sim, posicionamentos corajosos mesmo que pequeninos, vibrantes, alegres na coragem daquele que entende êxitos e insucessos como contingências da luta libertadora que se irradia em serviço positivo para todos.

Refletirá o Espírito tranquilo na atitude serena daquele que avança com segurança e busca atingir o alvo colimado.

Pensamentos sublimados, em todos os momentos, mantém a certeza de que o Bem pertence ao Senhor, cabendo-lhe o dever de realizar o melhor que estiver ao alcance, educando-se face aos impulsos inferiores, compreendendo que Jesus aguarda sem pressa, esperando a consolidação do reino de Deus no íntimo de cada um.

 

Leda Marques Bighetti – Maio/2015

______________________________________________________________________________________________________________
http://www.cebatuira.org.br/
2024/6/17 | 10:02:33

IMPRIMIR