É o Espiritismo uma Religião?

     A palavra religião, com efeito, quer dizer “laço”.

     Ela seria ou é algo que “religa” o ser numa identidade de sentimentos, princípios e crenças.

     Esse laço será estritamente moral ligando mentes que se identificam com as aspirações. Deve estabelecer sentimentos de fraternidade, solidariedade, indulgência, benevolência mútuas.

     Nesse sentido filosófico, o Espiritismo é sim uma religião porque é estritamente fundamentado nos ideais acima.

     Por que então se enfatiza o contínuo afirmar de que o Espiritismo não é uma religião?

     Como há palavras identificadas pelo uso e não se dispõe de outra para exprimir ideia diferente, fez-se necessário estabelecer a negação através do raciocínio.

     Reflita-se, então, que o termo, no seu sentido comum, habitual, é inseparável de culto, forma, roupas, movimentos gestos, castas, hierarquias, cerimônias, privilégios, rituais, detalhes enfim, que a Doutrina Espírita não tem, não incorpora.

      Não possuindo esses caracteres que respeita e os entende como necessários e preenchedores do estágio evolutivo do Espírito, dele se diz:  é uma doutrina científica filosófico-moral.

     As reuniões espíritas, no entanto, são realizadas religiosamente, isto é, com recolhimento e respeito que comporta a natureza grave dos assuntos de que se ocupa.

     Há outro “laço” que deve existir entre os espíritas?

     Será o sentimento ético, moral, espiritual e humanitário: a caridade, amor ao próximo que abarca vivos e mortos, desencarnados ou não, componentes todos do conjunto todo – a Humanidade

     A caridade nesse sentido, é a alma do Espiritismo, uma vez que resume todos os deveres do homem para consigo, para com os semelhantes no sentido de abjurar os sentimentos de partidarismos, exceções, ódio, animosidades, rancor, inveja, ciúme, vingança, preferencias, todo sentimento/pensamento que possa prejudicar, indulgência benevolência, enfim, detalhes, detalhes tantos sem os quais a palavra caridade significando Amor seria inválida.

     Nesse sentido e objetivo, Espiritismo é “religião” que pode conciliar as maneiras de adorar a Deus no “laço” que liga todos os Homens sob a fraternidade universal.

     Esse entender desperta a espiritualidade da alma, que se liberta de lugares, situações específicas. Traz paz interior, eleva para conexão contínua com os planos maiores, une, vive no sentimento, pensamento e ação o presente que se faz permeado da presença de Deus a se expressar na existência da Vida como testemunho real de seu cuidado e carinho por cada um de seus filhos.

Leda Marques Bighetti – Outubro/2021

______________________________________________________________________________________________________________
http://www.cebatuira.org.br/
2021/10/25 | 01:56:22

IMPRIMIR