Política

     Nosso tema – Política - tem sido instrumento mal utilizado por homens e mulheres ambiciosos, esquecidos dos valores éticos, certamente com exceções.

     Política como a arte de bem governar para o bem do todo, é instrumento de amparo, construção e reconstrução da sociedade, uma vez que pressupõe indivíduos moralmente adiantados que colocam em plano secundário interesses pessoais, focados no coletivo, criando sistemas, métodos de trabalho, regimes nobres e justos que exclusivamente busquem atendes as totais necessidades do povo.

     Só um homem melhor, desenvolvido intelectual e moralmente, criará e viverá sistemas políticos com os ideais que abrace.

     A Doutrina Espírita encabeçaria um movimento político?

      A Doutrina e o Movimento espírita não visam o poder temporal. Não se dedicam diretamente à ação político-social partidária. Sua ação, entretanto, é indireta, uma vez que provoca a madureza do homem e, nesse compasso, por somatório das instituições que se aperfeiçoam.

     O desenvolvimento dos posicionamentos sociais está firmemente amarrado ao corpo doutrinário espírita que se baseia na reeducação ético-moral-espiritual.

     Todo esse desenrolar, as perspectivas se bloqueiam, se limitam na proporção em que o homem se mantenha ignorante a respeito de sua origem, natureza, finalidade, destino e objetivo do existir não conseguindo, sem esse conhecer, destruir o egoísmo individual e coletivo que predomina na sociedade humana.

     A Doutrina Espírita acena, irradia um ideal a ser buscado, atingido, vivido.

     Na ética das ações formará homens superiormente educados, reencarnados e reencarnando que comporão uma nova população do globo.

     A Doutrina Espírita oferece no seu convite e objetivo de renovação moral, diversas formas de participação nas instituições que se constituídas por indivíduos bem orientados, preparados intelectual e moralmente, sem dúvida, farão a diferença porque, serão eles em detalhes, portadores de ideias, posicionamentos, ações e atitudes que os elevando, por consequência, elevam e despertam o meio, a sociedade como um todo.

     Como Doutrina ampla e abrangente em tudo quanto diga respeito ao homem no seu sentido espiritual vivendo num mundo material, possui um contexto, um conteúdo social que encara cada um, nas múltiplas vidas como usufrutuário daquilo que semeia e planta.

     Seus princípios morais são desenvolvimento dos ensinamentos do Cristo. Trazem, portanto, não só segurança de conhecimentos superiores, mas conclama cada um a tornar-se superiormente educado para que em todas as suas ações transpire fraternidade, bondade, equidade e justiça lembrando que cada um que se eleva, eleva o meio, enquanto cada qual que se corrompe...

     Desse modo, nessas reflexões percebe-se que no contínuo aperfeiçoamento do homem, no aperfeiçoamento das relações sociais haverá a atitude política gerando a consequente evolução das sociedades humanas.

     Observemos o que consta em “O Livro dos Espíritos” na resposta à questão seiscentos e trinta exteriorizando realmente uma convivência justa e fraterna:

     “Quando (o homem) praticar a lei de Deus, terá uma ordem social fundada na justiça e na solidariedade e ele próprio também será melhor”.

     Conclui-se que o plano de Deus para cumprimento de seus desígnios em relação ao Planeta e ao homem em si, acontece pela ação direta através da consciência, “...a lei divina que lhe está gravada no coração e onde Deus lhe imprimiu a regra da verdadeira justiça”. (O L.E 873/876).

      É evidente que essa mudança de entender e consequente renovação no agir, não se realizará de pronto, sem fortes resistências, próprias ao homem ainda atrasado espiritualmente, porém, detalhes que irão decrescendo na proporção em que se instalar o despertamento espiritual.

     Nesse momento, o homem político convergirá suas decisões, opções e forma de ser na direção das leis divinas ou naturais.

Leda Marques Bighetti – Julho/2018

 

______________________________________________________________________________________________________________
http://www.cebatuira.org.br/
2018/12/11 | 11:10:05

IMPRIMIR