Busca...
Se vagas, alma triste, em águas tormentosas,
Encarcerada em bojo escuro que emudece,
Converte toda dor em paz, luzes e rosas!
Transforma teu gemido em um ruflar de prece!...

Se te envolvem chibatas nas trevas do chão,
Na amargura cruel de ser ilha afastada,
Busca no além do céu, no aquém do coração,
A resposta que paira e se esconde na estrada.

Sê forte e envergarás alvas vestes de paz!
Sê bom e brilharás em etéreo esplendor!
Avista enfim o porto e põe-te a navegar...

Que não mais te detenha o tesouro fugaz,
Mas vislumbres os cantos do altíssimo Amor,
E partas procurando o radioso Lar!
______________________________________________________________________________________________________________
http://www.cebatuira.org.br/
2018/8/20 | 01:44:12

IMPRIMIR