Agradeço, Senhor !
Agradeço, Senhor,
Quando me dizes <<não>>
As suplicas indébitas que faço,
Através da oração.

Muitas daquelas dádivas que peço,
Estima, concessão, posse, prazer,
Em meu caso talvez fossem espinhos,
Na senda que me deste a percorrer.

De outras vezes, imploro-te favores,
Entre lamentação, choro, barulho,
Mero capricho, simples algazarra,
Que me escapam do orgulho...

Existem privilégios que desejo,
Reclamando-te o <<sim>>,
Que, se me florescessem na existência,
Seriam desvantagens contra mim.

Em muitas circunstancias, rogo afeto,
Sem achar companhia em qualquer parte,
Quando me dás a solidão por guia
Que me inspire a buscar-te.

Ensina-me que estou no lugar certo,
Que a ninguém me ligaste de improviso,
E que desfruto agora o melhor tempo
De melhorar-me em tudo o que preciso.

Não me escutes as exigências loucas,
Faze-me perceber
Que alcançarei além do necessário,
Se cumprir meu dever.

Agradeço, me Deus,
Quando me dizes <<não>> com teu amor,
E sempre que te rogue o que não deva,
Não me atendas, Senhor!... 
______________________________________________________________________________________________________________
http://www.cebatuira.org.br/
2018/12/14 | 09:58:46

IMPRIMIR