Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Espíritos  |  Capítulo IV     |  01/10/2012
SERES ORGÂNICOS E INORGÂNICOS - INTRODUÇÃO E QUESTÕES DE 60 A 67A - PARTE II
             Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade (Segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec)

Livro Primeiro: As Causas Primárias

Capítulo I
 DeusQ. 1 a 16
Capítulo II
 Elementos Gerais do UniversoQ. 17 a 36
Capítulo III
 CriaçãoQ. 37 a 59
Capítulo IV
 Princípio VitalQ. 60 a 75a
 
ISeres Organicos e InorganicosQ. 60 a 67a
IIA Vida e a MorteQ. 68 s 70
IIIInteligencia e InstintoQ. 71 a 75a

Capítulo IV – Seres Orgânicos e Inorgânicos - Introdução e questões de 60 a 67a


Desenvolveremos em bloco as questões seguintes até a sessenta e sete a (67 a).

             Para responder ao que ficou em suspenso no término do mês anterior, vamos transcrever textualmente a questão 64:

             - (...) “Vimos que o Espírito e a matéria são dois elementos constitutivos do Universo. O princípio vital formaria um terceiro?”.

             - (...) “É um dos elementos necessários à constituição do Universo, mas tem a sua fonte nas modificações da matéria universal. É um elemento para vós como o oxigênio e o hidrogênio que, entretanto, não são elementos primitivos, pois todos procedem de um mesmo princípio”.

A esquematização no gráfico “materializa”, mostrando-o originário nas modificações da matéria universal. 

É, como está na resposta, um elemento, por exemplo, como o oxigênio, o hidrogênio, que não sendo elementos primitivos, procedem todos de um mesmo princípio, tendo ele propriedade especial da matéria universal.

             Como entender?

             Ainda, usando o gráfico, vamos fazê-lo detendo-nos na expressão usual no meio espírita – fluido cósmico universal ou FCU.

             Quando empregada no início do trabalho do Codificador, foi por ele censurada. Afirmava-se que ao usar essa expressão, incorria em redundância, um pleonasmo porque “cósmico” e “universal” são sinônimos, bastando dizer-se “fluido cósmico” ou “fluido universal”.

             Na realidade, cada um dos vocábulos apresenta colorações próprias:

- universo – relativo a tudo quanto existe no tempo e no espaço; encerra a ideia de

extensão, generalidade, abrangência.

             Representa a totalidade de seres existentes, animados e inanimados; o conjunto de galáxias, astros, corpos celestes e o infinito em que estão. Daí dizer-se que universo, universal, abrange tudo, é o total, o inteiro, tudo e todos, por toda parte, no conjunto completo de seres e coisas.

             Baseado nesse significado é que muitas vezes na Codificação, Allan Kardec aplica a expressão “fluido universal” ou “fluido cósmico universal” e não “fluido cósmico”, uma vez que têm elas significados próprios.

             Vamos entender a palavra Cosmo, que vem do grego kosmos e é usada para significar “mundos”. Embora referindo-se ao Universo, tem conotação de natureza do ser, sua qualidade e espécie. Por isso, o emprego de inúmeras palavras com a raiz “cosmo” e não “universo”: cosmogênese e cosmogônico, cosmografia, cosmologia, cosmonauta, cosmopolita, cosmogonia, etc.

             Daí porque usa-se “cósmico” e não,” universal”:

a.   designação do astro, constelação ou planeta, que nasce e se põe com o sol;

b.   poeira cósmica;

c.   nascer cósmico;

d.   por cósmico;

e.   raios cósmicos;

              Ver Dicionário Enciclopédico de Astronomia e Astronáutica de Ronaldo Rogério de Freitas Mourão, Editora Nova Fronteira, publicado com o apoio do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

             Por isso e segundo significações específicas próprias, Allan Kardec às vezes usa “fluido cósmico” e não “fluido universal”. Acertadamente usa ou “fluido cósmico” ou “fluido universal” ou “fluido cósmico universal” segundo a significação que tinha em vista.

Transcrevo José de Souza Almeida quando a respeito grafa:

             (...) “Para entender, tomemos um exemplo: para designar as partículas com deslocamento extremamente rápido e vindas do espaço e que possuem grandes energias devido a enormes velocidades” usa-se acertadamente a expressão “raios cósmicos” e não “raios universais”; mas ocorre que essas partículas são universais, ou seja, ocorrem no Universo inteiro; dai poder dizer-se “raio cósmico universal” para indicar que ele é universal”.

             Pelo mesmo motivo, o “fluido cósmico” de que fala Allan Kardec é também universal; daí ser empregada corretamente a expressão “fluido cósmico universal”, na qual cada uma das palavras tem sua significação própria.

             Segundo os Espíritos na “Revista Espírita” – março 1887 – esse fluido possui três atributos fundamentais:

- preenche todo o espaço, tanto nas dimensões interatômicas quanto nas imensidões

siderais;

- é a substância primária da qual procede a matéria terrestre;

- é o veículo de interação entre a Divindade e a Criação;

- apresenta-se em dois estados extremos:

- um de máxima sutilização no qual se exterioriza em inúmeras formas de energias conhecidas.

- outro, de total condensação no qual toma a forma da matéria tangível, havendo entre esses dois extremos uma infinidade de estágios intermediários.

             O conteúdo estudado poderia de alguma forma ser “materializado”? É no que nos deteremos no próximo mês.

Leda Marques Bighetti

Outubro / 2012


 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett