Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
Estudo Evangélico     |  01/03/2007
AGUARDEMOS
E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.” – Paulo. (Hebreus, 6:15.)
           
Emmanuel1 fundamentado nas palavras de Paulo de que “esperando com paciência alcançou a promessa”, ressalta a necessidade de guardar a paciência em qualquer situação que se nos apresente à vida.
           
Todavia, esperar, ser paciente não significa passividade, estagnação ou ociosidade; antes, traduz dinâmica eficiente, esforço constante, potencial a ser desenvolvido – persistência serena, responsável, séria, pacífica e constante nos propósitos que desejamos alcançar. Tal entendimento é muito importante, pois todo este trabalho vai permitir “descobrir o momento certo de perseverar ou de abdicar de relações, situações, vínculos e atividades que envolvem o nosso dia-a-dia.”4
           
Conquista de virtudes não é um trabalho fácil e, portanto, não se consegue em um só passo. A paciência, como todas as demais virtudes, é conquista individual através do esforço pela auto-iluminação, pelo auto-conhecimento e descoberta dos objetivos existenciais. Assim conquistada “conferirá recursos salutares para o enobrecimento espiritual daquele que a cultiva”.3 É virtude de almas nobres e depende de outras que lhe são correlatas. A paciência pode ser considerada a ciência da paz, filha da humildade e do valor moral, irmã da fé. 
           
É uma daquelas riquezas, a que o Evangelho se refere, que o ladrão não rouba, que a traça não rói e que o tempo não destrói. Depois de conquistada é valor inalienável, legítimo do Espírito que jamais a perderá. 
           
Por isso, a expressão - “perdi a paciência” - porque não conseguiu ficar sereno e calmo diante de determinadas situações, não tem sentido uma vez que “paciência não se perde”.2 Quem alega tê-la perdido, jamais a possuiu.
          
  A paciência é de relevante importância ao trabalho de progresso e elevação espirituais já que nesse processo, temos muitas vezes que recomeçar tarefas, repetir experiências, dar prosseguimento a outras até que se alcance os objetivos propostos.
           
Por isso, excluindo-se “os casos de desarmonia procedentes de matrizes patológicas, todo o homem pode e deve cultivar a paciência. E mesmo quando acoimado por enfermidades que afetem o seu equilíbrio emocional, através de contínuos esforços consegue resignação ante a dor, que é uma das mais expressivas manifestações da paciência.”3
           
A vida física tem valor significativo para o Espírito, que é dotá-lo de valores intelectuais e morais preparando-o para a vida imortal. Por isso, a paciência é uma virtude que deve ser exercitada a todo instante.
           
Recomenda Joanna de Ângelis3 que devemos policiar as nossas reações íntimas, observando como nos encontramos e se nos sentimos portadores de constante mau humor cabe-nos o comportamento sábio e saudável de buscar o auxílio da paciência , a fim de refundirmos o ânimo, renovarmos conceitos e atividades. Jamais devemos nos permitir amargar pela revolta interior, por pensamentos perturbadores ou pela irritabilidade. Busquemos a paciência sempre e em qualquer situação e ela nos ajudará a servir, amar e aguardar amanhã o que hoje nos parece improvável ou irreversível.

Iracema Linhares Giorgini
Março / 2007
 
Bibliografia:
1. Xavier, Francisco Cândido. “Palavras de Vida Eterna: Aguardemos”. Ditado pelo Espírito Emmanuel. CEC. 17a ed. Uberaba, MG. 1992. 2. Vinícius. “Em Torno do Mestre: Paciência Não Se Perde”. FEB. 5a ed. Rio de Janeiro, RJ. 1985. 3. Franco, Divaldo P. "Celeiro de Bênçãos: Paciência". Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis. Livraria Espírita Alvorada. 2a ed. Salvador, BA. 1984. 4. Espírito Santo Neto, Francisco. “Os Prazeres da Alma: Paciência”. Ditado pelo Espírito Hammed. Editora Boa Nova. Catanduva, SP. 2003.
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett