Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Céu e o Inferno  |  Segunda Parte - Exemplos Capitulo VII     |  01/05/2009
ESPÍRITOS ENDURECIDOS - UM ESPÍRITO ABORRECIDO - PARTE IV
5. - Vós, que vivestes nos esplendores do luxo, cercada de honras, que pensais hoje de tudo isso? - R. Que tenho direito. - P. A vossa hierarquia terrestre concorreu para que tivésseis outra mais elevada nesse mundo em que ora estais? - R. Continuo a ser rainha... que se enviem escravas para me servirem!... Mas... não sei... parece-me que pouco se preocupam com a minha pessoa aqui... e contudo eu... sou sempre a
mesma.(1)

Uma vez de volta ao mundo dos Espíritos, a alma conserva em percepções as sensações que tinha na Terra.(2).Sobre a individualidade da alma Allan Kardec no Livro dos Espíritos nas questões 149 e 150 pergunta.

Que sucede à alma no instante da morte?
"Volta a ser Espírito, isto é, volve ao mundo dos Espíritos, donde se apartara momentaneamente."

A alma, após a morte, conserva a sua individualidade?
"Sim; jamais a perde. Que seria ela, se não a conservasse?"

Como comprova a alma a sua individualidade, uma vez que não tem mais corpo material?
"Continua a ter um fluido que lhe é próprio, haurido na atmosfera do seu planeta, e que guarda a aparência de sua última encarnação: seu perispírito." (3)

Recentemente a Ciência tem comprovado aspectos da sobrevivência e da individualidade apos a morte. Com o desenvolvimento da medicina de emergência, surgiram inúmeras técnicas para a ressuscitação de pacientes em estados de morte clínica. Aqueles que conseguem serem recuperados, em sua grande maioria, retornam à vida, trazendo as lembranças de cenas vislumbradas durante o período em que estiveram dados "como mortos". Estas cenas apresentam componente comuns, independente do histórico tanto clinico como vivencial dos pacientes ressuscitados. Assim independentemente do grau de cultura, o sexo, a natureza das causas mortis, a idade, etc. as descrições mantêm-se sempre dentro dos mesmos padrões. O principal divulgador dessas investigações é o Dr. Raymond A. Moody Jr., que em 1975, publicou um livro intitulado Vida após a Vida (Life After Life). Neste livro o dr. Raymond Moody Jr. descreve as experiências de 150 pessoas que viveram o fenômeno de quase-morte. Ele tem pesquisado este assunto há vários anos e seus estudos recaíram sobre três categorias distintas: a experiência de pessoas que foram ressuscitadas depois de terem sido julgadas, consideradas ou declaradas mortas por seus médicos; a experiência de pessoas que, durante acidentes, doenças ou ferimentos graves, estiveram muito próximas da morte física; a experiência de pessoas que a contaram para outras que estavam presentes enquanto morriam. dr. Moody explica que "a pessoa que está morrendo tem, com freqüência, uma surpresa muito grande, pois, nesse ponto, encontra-se olhando seu próprio corpo físico de um ponto fora dele, como se fosse um espectador, uma terceira pessoa no quarto apreciando as figuras e os eventos".(4). Mais recentemente, em 2002 dois outros pesquisadores renomados Parnia e Fenwick descreveram também a manutenção da individualidade em casos de pacientes declarados clinicamente mortos após parada cardíaca. Os resultados deste estudo foi publicado no Jornal médico “Resuscitation” alem de receber extensa cobertura nas imprensas nacionais e internacionais. (5) 

...´ 6 . - Se nos fosse dado enxergar-vos, ver-vos-íamos com os vossos ornatos e pedrarias? - R. Certamente... - P. E como se explica o fato de, despojado de tudo isso, conservar o vosso Espírito tais aparatos, sobretudo os ornamentos? - R. É que eles me não deixaram. Sou tão bela quanto era, e não compreendo o juízo que de mim fazeis! É verdade que nunca me vistes. 12. - Qual a impressão que vos causa em vos achardes entre nós? - R. Se eu pudesse evitá-la... Tratam-me com tão pouca cortesia...(1)

A individualidade por ocasião da morte, não se dilui ou se desfaz despido do envoltório físico, conservam através do perispírito a forma humana como também todas as peculiaridades que o diferenciava de todos os demais. No caso da rainha de Oude os ornamentos e jóias. A sua personalidade permaneceu a mesma ,pois o Espírito não se transforma subitamente, após a morte do corpo . Em seu livro Evolução em Dois Mundos , André Luiz chama a atenção sobre a situação espiritual da criatura humana, após a morte do corpo .Comenta ele que:

.....” não obstante o fenômeno da desencarnação, a personalidade humana continua, além-túmulo, o estágio educativo que iniciou no berço, sem perder a própria identidade, somando consigo as experiências da vida carnal, da desencarnação e da metamorfose no plano extrafísico. 
Perceberemos, desse modo, que a existência da criatura, na reencarnação, substancializa-se não apenas na Terra, onde atende à plantação dos sentimentos, palavras, atitudes e ações com que se caracteriza, mas também no Mundo Espiritual, onde incorpora a si mesma a colheita da sementeira praticada no campo físico, pelo desdobramento do aprendizado com que entesoura as experiências necessárias à sublime ascensão a que se destina.( 6)”.

Laurelucia Orive Lunardi
Maio / 2009
 
Bibliografia:
1 - Kardec Allan ,O Céu e o Inferno, cap VII:- Espíritos endurecidos :- Rainha de Oude. 
2 - Kardec Allan , O LIVRO DOS ESPÍRITOS, questão 237. 
3 - Kardec Allan , O LIVRO DOS ESPÍRITOS, questões 149,150 e 150a. 
4 - Raymond A. Moody Jr. , Life After Life 
5 - Parnia S; Fenwick P Near death experiences in cardiac arrest: visions of a dying brain or visions of a new science of consciousness. Resuscitation. 2002; 52(1):5-11 
6 - Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira – André Luiz, Evolução em Dois Mundos .
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett