Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Evangelho Segundo o Espiritismo  |  Instrução do Espirito   |  Capitulo XIII   |  01/03/2012
OS ORFÃOS ITENS 19 E 20
“Que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?”

             Um Guia Protetor respondeu que essas pessoas têm mais egoísmo do que caridade. Esperam reconhecimento da sua bondade, quando a caridade , sendo a virtude por excelência, tem de ser desinteressada de qualquer pagamento, qualquer retribuição, ainda que somente em palavras.

             Evidentemente que aquele que recebe um benefício dever manifestar sua gratidão, que também é um sentimento nobre, próprio de pessoas já com certo grau evolutivo, que às vezes, o beneficiado não o desenvolveu ainda, o que não deve ser considerado ou criticado por quem é caridoso.

             Outros sentem gratidão, mas não sabem expressá-la, por timidez, por sentimento de inferioridade, por constrangimento.

             “A caridade não busca seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal”, escreveu Paulo, na sua primeira epístola aos Coríntios, XIII: 1-4.

             Evidentemente também que, no estágio evolutivo em que o homem se encontra, a verdadeira caridade é muito difícil de ser praticada.

             Todavia, se não houver o esforço da sua vivência no dia-a-dia, e o entendimento do seu significado pleno, jamais o homem será caridoso, e há, na história da humanidade, muitos exemplos de pessoas que exerceram a caridade como a descreveu o apóstolo Paulo, e no presente, muitas a estão praticando também.

             Assim, todos que querem fazer o bem ao seu próximo têm de esforçar-se por fazê-lo com desinteresse, a fim de serem beneficiados no seu desenvolvimento moral e merecer a aprovação de Deus.

             Quanto mais frágil, imperfeito, for o beneficiado, mais necessária lhe é ajuda, nas suas dificuldades e dores. “Não vim para os sãos, mas sim para os doentes.”, disse Jesus.

             E se o beneficiado esquecer o benefício, mais mérito tem o benfeitor na lei divina, se não der importância à ingratidão, demonstrando que faz o bem pelo prazer de fazê-lo e não para receber reconhecimento.

             Além disso, se perseverar em fazer o bem, após as ingratidões, demonstrará que venceu essa prova, sentindo, dentro de si, a alegria de que está progredindo e aproveitando bem as experiências da vida, sentindo-se estimulado a continuar esse esforço.

             Todo e qualquer benefício, momentaneamente esquecido, é uma semente, guardada no inconsciente, que germinará, produzindo frutos, mais cedo ou mais tarde.

             O cristão, principalmente, deve seguir o exemplo de Jesus, que semeou a mancheias, nas mentes e nos corações humanos, fazendo o que viera fazer, sem se preocupar com a maneira como recebiam seus ensinos, com as reações despertadas, sem nada esperar, confiante na sabedoria do Pai, que a tudo provê, no amor dos seus discípulos à sua causa, e na perfectibilidade dos homens.

             Jamais demonstrou, alguma vez, esperar algum reconhecimento ou gratidão pelo seu devotamento, suas curas e ensinos?

             Pelo contrário, sabia que seria crucificado, seria traído, seria negado, seria abandonado no momento do testemunho maior, e continuou, impávido, sem nada pedir, sem reclamar, sem impor qualquer condição de reconhecimento, vivenciando piedade, amor e devoção até o fim, culminando no: “Perdoai-lhes, Pai, porque não sabem o que fazem.”

             E retornou , com seu perispírito, continuando a ensinar, nas suas aparições, por algum tempo, a seus discípulos, que, então, se agigantaram na divulgação e vivência dos seus ensinos.

A benemerência, a que auxilia os necessitados, pode abrandar os corações mais endurecidos . Se esquecida, nesta vida, sendo o Espírito imortal, após o desencarne, virá à consciência, e o beneficiado sentirá remorsos pela ingratidão, dispondo-se a devotar-se ao seu benfeitor, em uma nova existência.

Desse modo, nada ficando sem efeito benéfico, o ingrato ressarce sua dívida, voluntariamente, demonstrando um progresso moral devido à ação do benfeitor não reconhecido naquela existência, e ambos sentirão a felicidade do amor, que os ligará para sempre.

             “Um benefício jamais se perde.”

“Ah, meus amigos, se conhecêsseis todos os laços que, na vida presente, vos ligam às existências anteriores! Se pudésseis abarcar a multiplicidade das relações que aproximam os seres uns dos outros, para o seu mútuo progresso, admiraríeis muito melhor a sabedoria e a bondade do Criador, que vos permite reviver para chegardes a Ele!”

Temos de perceber nessa exclamação do autor, que quando se conhece a multiplicidade das relações entre os Espíritos, no decorrer das inúmeras existências, nos resultados desses relacionamentos, compreende-se melhor a sabedoria e o amor de Deus.

Não está afirmando que seria melhor se nós, encarnados, conhecêssemos nossos passados, ou quem foram os que conosco se relacionam. Ele diz: “Se conhecêsseis... Se pudésseis...”

O esquecimento do passado é uma benção para todos da humanidade terrena, sem o que, não progrediríamos, permanecendo nos sentimentos e emoções negativos.

Quando desencarnados, e se as revelações forem úteis, elas acontecem. A revelação prematura poderia causar mais males do que bem.

Só o fato de sabermos que as existências são conseqüências umas das outras, que recebemos os efeitos de tudo que fazemos de bom ou de mal, que em tudo, inclusive nos relacionamentos humanos, somos responsáveis por nossos atos; que por isso, precisamos viver da melhor maneira possível, evitando fazer mal a quem quer que seja, no esforço de fazermos somente o bem, já temos o que nos é necessário para compreendermos a sabedoria e o amor de Deus, dentro do nosso nível evolutivo.

Em um nível mais elevado, saberemos mais e em mais profundidade, e, temos certeza, seremos mais gratos a Deus e O compreenderemos muito mais e melhor.

Leda de Almeida Rezende Ebner
Março / 2012
 
Bibliografia:
KARDEC, Allan -“ O Evangelho Segundo o Espiritismo” O CENTRO ESPÍRITA BATUIRA esclarece que permanece divulgando os estudos elaborados pela Sra Leda de Almeida Rezende Ebner após o seu desencarne, com a devida AUTORIZAÇÃO da família e por ter recebido a DOAÇÃO DE DIREITOS AUTORIAIS, conforme registros em livros de Atas das reuniões de diretoria deste Centro.
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett