Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Evangelho Segundo o Espiritismo  |  Instrução do Espirito   |  Capitulo XIII   |  01/02/2012
OS ORFÃOS
Esta mensagem, de Um Espírito Protetor, embora escrita em 1862, é atualíssima, considerando a quantidade de crianças pelas ruas, pedindo dinheiro nos semáforos e, considerando também, que órfãos hoje, não são somente as que não têm pais e mães, mas as que são consideradas carentes, que vivem nas ruas durante o dia indo para casa a noite, as abandonadas ou as que fugiram de casa, as exploradas por adultos, as que não freqüentam escolas, com pais ou sem eles...

A mensagem toda é um apelo a que os homens amem essas crianças, cuidem delas, as amparem, considerando que, se Deus permite que elas existam, pela imperfeição dos próprios homens, no respeito ao livre-arbítrio do Espírito imortal, espera que elas despertem os sentimentos bons, que todos possuem, em maior ou menor grau de desenvolvimento, amparando-as, servindo-lhes de pais.

Criança abandonada, sem a proteção da família é presa fácil de adultos inescrupulosos, que as usam para seus próprios interesses.

Criança abandonada encontra motivos para desenvolver ódio, rancor, inveja, tristeza, em relação aos homens e em relação à vida.
              
Criança abandonada não tem parâmetro de uma estrutura familiar, que facilite seu julgamento em relação aos fatos da vida e dos comportamentos humanos.
              
Criança abandonada desenvolve a desconfiança em relação aos adultos, à vida, que abafa aquela simplicidade e confiança, que levou Jesus a dizer que os céus pertencem a quem a elas se assemelharem.

 Criança abandonada, na sua curiosidade natural, sem a estrutura familiar, é, mais facilmente, atraída pelas drogas, viciando-se, e envolvendo-se nas suas conseqüências.

Criança abandonada desenvolve a esperteza, a malícia, a malandragem, na luta pela sobrevivência, não se preocupando com valores morais, considerados inadequados no meio onde vive.

Quantos adultos infratores das leis humanas e divinas, poderiam não existir, se tivessem sido amparados na infância! Quão grande é a responsabilidade da sociedade como um todo, na existência de crianças abandonadas!
 
 Lembra o autor que, “freqüentemente, a criança que agora socorreis vos foi cara numa encarnação anterior, e se o pudésseis recordar, o que fazeis não é caridade, mas o cumprimento de um dever.”

Cita que “todo sofredor é vosso irmão e tem direito à vossa caridade. Não a essa caridade que magoa o coração, não a essa esmola que queima a mão que a recebe, pois, os vossos óbolos são freqüentemente muito amargos! Quantas vezes eles seriam recusados, se a doença e a privação não os esperassem no casebre!”

No auxiliar alguém, assim como em tudo que se faz, a maneira como se faz é que diz da verdadeira intenção de quem age.

Auxiliar criticando, sem consideração e respeito ao que pede como ser humano que é, auxiliar apressadamente, como querendo libertar-se de um dever desagradável, auxiliar impondo condições, pode amenizar a situação do auxiliado, mas, não concorre para o desenvolvimento do amor em quem assim faz e em quem recebe.

Não estabelece vínculos de simpatia, de gratidão, de afetividade, entre ambos, que é uma importante conseqüência da verdadeira caridade.

Por isso, o autor escreve “Dai com ternura, juntando ao benefício material o mais precioso de todos : uma boa palavra, uma carícia, um sorriso amigo. Evitai esse ar protetoral, que revolve a lâmina no coração que sangra, e pensai que, ao fazer o bem, trabalhais para vós e para os vossos.”

Procuremos oferecer às crianças, a toda e qualquer criança, nossos melhores sentimentos, nossos melhores pensamentos e nossas melhores ações em seu favor. Estaremos assim , contribuindo com a melhoria da humanidade em um futuro mais próximo.

Leda de Almeida Rezende Ebner
Fevereiro / 2012
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett