Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Evangelho Segundo o Espiritismo  |  Bem-aventurados os Mansos e Pacíficos   |  Capitulo IX   |  01/04/2008
A CÓLERA - CONTINUAÇÃO
O autor dessa mensagem é Hahnemann.

Em Obras Póstumas, sob o título Minha Missão, Kardec relata um curto diálogo com esse Espírito, através da médium Srta. Japhet, em sete de maio de 1856, no qual lhe pergunta se ele confirma sua missão, já anunciada por alguns outros Espíritos.

A resposta foi: “Sim, e se observares as tuas aspirações e tendências, e o objeto quase constante das tuas meditações, não te surpreenderás com o que te foi dito. Tens que cumprir aquilo com que sonhas desde longo tempo. É preciso que trabalhes, ativamente, para estares pronto, pois, mais próximo do que pensas vem o dia.”

Kardec narra ainda outra conversa com o mesmo Espírito, numa demonstração de que Hahnemann foi um dos participantes na tarefa da codificação do espiritismo.

Viveu ele na Terra entre 11 de abril de 1755, onde nasceu na pequena cidade de Meissen, na Saxônia e 02 de julho de 1843. Chamou-se Christian Friedrich Samuel Hahnemann. Foi o criador da homeopatia, sistema terapêutico baseado no princípio de que os semelhantes curam os semelhantes.

Demonstrou desde pequeno, independência, brilhante inteligência, grande capacidade de trabalho, insaciável curiosidade, notável vocação para aprender e dominar línguas, ao ponto de, na escola primária , seu professor dr. Muller lhe dizer, uma vez: -“Embora criança, você é mestre, e mestre há de permanecer. A partir deste momento, você fica autorizado a freqüentar a classe que desejar.”

Dando aulas de línguas diversas, fazendo traduções, doutorou-se em medicina, casou-se, teve seu consultório médico durante alguns anos, era bem sucedido, mas, não se conformava com os métodos da medicina de então, desistindo do exercício de sua profissão, em Dresde, mudando-se para Stotteritz, em 1789.Tinha então, quatro filhos, que chegariam a onze.

Orava a Deus, pedindo ajuda na descoberta de novos métodos de tratamento das doenças. Sua fé em Deus nunca vacilou.

Foram tempos difíceis, faltando, muitas vezes o necessário para viver. Tinha, porém o apoio da esposa, que nunca lhe faltou.

Em 1790, ao traduzir do inglês para o alemão, o livro “Matéria Médica” de William Cullen, médico escocês, uma observação contida no livro chamou-lhe a atenção. Experimentou em si mesmo a quina, usada para curar febre intermitente, sem estar doente e sentiu os efeitos da febre, percebendo que a quina, em um indivíduo são, provocava as aparências da febre.

             Continuou experimentando em si, outras inúmeras drogas naturais.

Somente seis anos depois, publica suas observações. Daí em diante, sofre ações acirradas pelo ódio, “tanto mais quanto debela epidemias e doenças que a Medicina oficial dos seus colegas não consegue contornar.”

Muitas mudanças de cidades e vilas, algumas forçadas pelas ações de seus oponentes. Continua sempre publicando obras científicas, com suas aulas, estudos, traduções e muitos problemas familiares.

Em 1810, sai a primeira edição do seu livro mais famoso “Organon”, em Dresde.

As perseguições, os problemas familiares continuam. A esposa desencarna em 1830.

Em 25 de junho de 1 835, chega a Paris, com sua segunda esposa, uma francesa de 35 anos.

Apesar da oposição dos médicos alopatas, obteve autorização para clinicar na França, mas não lhe concederam instalar um hospital, onde pudesse praticar e propagar a nova ciência.

Todavia, como a homeopatia já era conhecida e aceita na França por muitos, ele encontrou discípulos e seguidores.

Pode, assim, apesar da idade, continuar ensinando, curando e escrevendo.

No dia dois de julho de 1843, aos oitenta e oito anos de idade, desencarnou em Paris.(1)

Nesta mensagem sobre a cólera, Hahnemann inicia com a falsa idéia, ainda muito aceita nos dias de hoje, de que não se pode modificar a própria natureza, o que leva o homem a nem cogitar de reformar-se interiormente.

“Nasci assim, sou assim e assim continuarei sendo”. “Pau que nasce torto não se endireita.”

 Assim vai o homem, descuidado, vivendo, segundo sua maneira de ser, quase sempre, causando sofrimentos a outros e, amargando graves conseqüências no decorrer de sua vida, principalmente, nos últimos anos de sua existência.

Julga-se “dispensado de fazer esforços para se corrigir dos defeitos em que se compraz, voluntariamente, ou que para isso exigiriam muita perseverança.”

Essa idéia é muito aceita pelas pessoas inclinadas à cólera, culpando seus organismos. Está no sangue, vindo dos pais. Quando acreditam em Deus, dizem: “Ele me fez assim, não tenho culpa.”

A cólera é uma imperfeição humana, desenvolvida pelo homem, no decorrer do seu processo evolutivo, conseqüência do orgulho, como vimos no estudo anterior.

Hahnemann afirma que “não há dúvida que existem temperamentos que se prestam melhor aos atos de violência”, todavia, “um Espírito pacífico, mesmo num corpo bilioso, será sempre pacífico”. A causa , pois da cólera está no Espírito e não no corpo.

 “O corpo não dá impulsos de cólera a quem não os tem, como não dá outros vícios. Todas as virtudes e todos os vícios são inerentes ao Espírito. Sem isso, onde estariam o mérito e a responsabilidade?”

Kardec, em um estudo intitulado A Carne é Fraca , escreve que “É o Espírito que dá à carne as qualidades correspondentes aos instintos, como um artista imprime à sua obra material o cunho de seu gênio.”(2)

O autor termina a mensagem: “Dizei, pois, que o homem só permanece vicioso porque o quer, mas que aquele que deseja corrigir-se sempre o pode fazer. De outra maneira, a lei do progresso não existiria para o homem.”

Leda de Almeida Rezende Ebner
Abril / 2008

CENTRO ESPÍRITA BATUIRA esclarece que permanece divulgando os estudos elaborados pela Sra Leda de Almeida Rezende Ebner após o seu desencarne, com a devida AUTORIZAÇÃO da família e por ter recebido a DOAÇÃO DE DIREITOS AUTORIAIS, conforme registros em livros de Atas das reuniões de diretoria deste centro.
 
Bibliografia:
KARDEC, Allan -“O Evangelho Segundo o Espiritismo” 
 1- Hermínio C Miranda : “Hahnemann, O Apóstolo da Medicina Espiritual” 
 2- Allan Kardec: “Revista Espírita,” março/869

 O CENTRO ESPÍRITA BATUIRA esclarece que permanece divulgando os estudos elaborados pela Sra Leda de Almeida Rezende Ebner após o seu desencarne, com a devida AUTORIZAÇÃO da família e por ter recebido a DOAÇÃO DE DIREITOS AUTORIAIS, conforme registros em livros de Atas das reuniões de diretoria deste centro.
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett