Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Espíritos  |  Capítulo IV     |  01/04/2013
A VIDA E A MORTE – QUESTÕES 68 A 70 - PARTE II
Capítulo IV – II - A Vida e a Morte – Questões 68 a 70


Capítulo I
 DeusQ. 1 a 16
Capítulo II
 Elementos Gerais do UniversoQ. 17 a 36
Capítulo III
 CriaçãoQ. 37 a 59
Capítulo IV
 Princípio VitalQ. 60 a 75a
 
ISeres Orgânicos e InorgânicosQ. 60 a 67a
IIA Vida e a MorteQ. 68 s 70
IIIInteligencia e InstintoQ. 71 a 75a

Recordados esses detalhes básicos e imprescindíveis, entramos na questão 68ª:
             
—”Pode-se comparar a morte à cessação do movimento numa máquina desarranjada”?
            
 — “Sim, pois se a máquina estiver mal montada, a sua mola se quebra; se o corpo estiver doente, a vida se esvai.”
             
Há que se admitir, entretanto, que não só na matéria e no seu condicionamento residem as propriedades da vida orgânica. 
             
Acontece, também, uma força vital renovadora, reconstituinte, tonificante, fortalecedora, das partes habitualmente destruídas.
             
Esse é um dos detalhes: mesmo que se promova em laboratório a síntese da matéria orgânica movimentando todos os agentes físicos – calor – eletricidade – pressão, etc., não se consegue o fabrico do protoplasma artificial... 
             
Mas, a vida em si teria tal produto? Não, porque o que caracteriza a vida é a nutrição reparadora do que é dispendido.
             
O corpo humano é complexo e delicado: os tecidos que o formam originam-se de combinações químicas sensíveis, instáveis, devido aos seus componentes; as mesmas leis que regem o mundo inorgânico regem os seres organizados.
            
Assim, num organismo vivo, o trabalho mecânico de um músculo pode traduzir-se em equivalente de calor, isto é, a força dispendida não é criada pelo ser e sim tem origem em fonte exterior provida por alimentos, inclusive o oxigênio; o papel do corpo físico consiste em transformar a energia recebida a partir de combinações instáveis que a liberam naturalmente ou sob ação volitiva, ou ainda, pelo jogo de irritantes especiais dos tecidos ou de ações reflexas. Tudo isso é explicável pelas leis físico-químicas. 
             
A grande e talvez especial caracterização dessas ações diferenciando a matéria bruta do ser animado ocorre quando a substância do músculo operante se destrói. Ai é que a força vital intervém, refazendo, na medida do possível, as células servidas à manifestação vital.
             
Na planta mais simples existe “alguma coisa a mais” que no mineral e essa “alguma coisa a mais” não repara o corpo sempre nas mesmas condições. Essa “reconstituição” varia com a idade: integral na juventude é incompleta na velhice; é o vigor que tende, nesse caso, a diminuir até se extinguir.
             
Essa força é modificação da energia universal, tal como a eletricidade que se distingue do calor ou do magnetismo, igualmente modalidades de uma mesma energia.
             
Por si só, essa força vital nada engendraria, se lhe não estivesse associada a inteligência, a partir das manifestações mais rudimentares a culminar em elevado complexo – o homem. 
             
Todo ser vivente possui uma parcela de inteligência, extremamente rudimentar nas formas vitais primitivas, mas que aumenta e especifica-se à proporção que galga a cadeia sequente dos seres, para desabrochar na Humanidade.
             
A força vital, por si só, não bastaria para explicar a “forma característica” de todos os indivíduos e nem justificaria a “hierarquia sistematizada de todos os órgãos” nem o trabalho coordenado deles na realização das funções fisiológicas, visto serem eles simultaneamente, autônomos e solidários.
             
Neste ponto é que incide a intervenção do perispírito, ou seja, de um órgão que contenha em si a descrição do desenvolvimento dos órgãos a partir do embrião (leis organogênicas), mantenedor da fixidez do organismo, através das constantes mutações moleculares. 
             
A utilidade fisiológica do perispírito é que ele encerra todo um organismo fluídico-modelo, pelo qual a matéria há de se organizar no condicionamento do corpo físico.
             
Esse duplo fluídico hierarquiza a matéria, diferencia-lhe as propriedades, segundo as necessidades dos diferentes órgãos.
             
Para “materializar” o estudado, remetemo-nos ao capítulo 13 de “Missionários da Luz”, em que o Espírito André Luiz descreve no processo da concepção, a penetração do espermatozoide, a ligação perispiritual, a atração do princípio vital material até a exaustão da vida material que “expulsa” o Espírito, uma vez que o princípio vital que mantinha a ligação Espírito-perispírito-corpo é extinta.
             
Qual a importância dessas reflexões? Continuaremos a análise deste tema em nosso próximo estudo.

 Leda Marques Bighetti
Abril / 2013
 
Bibliografia:
- “A Gênese” – cap. X e XI: - “Deus na natureza” – Camille Flammarion II; 
- “Revista Espírita” ano 1866 pag. 67-71 a 77; 
1861 – pag. 45 e 1868 pag. 166 – 1859 pag. 80; 
- “Evolução em Dois Mundos” cap 1;
- “Mecanismos da Mediunidade” cap III, ambos de André Luiz - “O Livro dos Médiuns” itens 75-77 e 98. 
Também no livro Educação Mediúnica – Teoria e Prática - vol. 1 - Ribeirão Preto: BELE, 2005 de Leda Marques Bighetti



 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett