Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Espíritos  |  Capítulo III - Criação     |  01/02/2010
DIVERSIDADE DAS RAÇAS - (QUESTÃO 52 A 54) - PARTE II
             Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade (Segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec)

Livro Primeiro: As Causas Primárias
 
Cap. III - Criação

IV - Diversidade das Raças (questões de 52 a 54)

52 – continuação (janeiro 2010)

(2) Com o auxílio desses Espíritos aqui chegados, os trabalhadores de Jesus, ainda aqui trabalhavam, aperfeiçoando os caracteres biológicos das raças humanas.
             
A Natureza ainda não estava acomodada, definida. Era tudo um vasto campo de experiências infinitas, visando consolidar-se as expressões definitivas, com vistas às organizações do porvir.
             
Assim como o planeta requerera a colaboração dos milênios, a raça humana também requeria a contribuição do tempo até que os caracteres raciais se fixassem.
             
Aqueles Espíritos para cá degredados, reencarnaram proporcionalmente nas regiões mais importantes, onde já estavam localizadas as tribos e as famílias primitivas, descendentes dos primatas conforme já estudado. Com esses reencarnes, vai haver alteração em todos os setores das populações primitivas.
             
Outro grande acontecimento é que, com a chegada desses Espíritos, nasce no planeta os ascendentes das raças brancas. 
             
A grande maioria dessa “nova” população se estabeleceu na Ásia. Daí atravessaram o canal de Suez, chegando à África, na região do Egito. Encaminharam-se para a longinqua Atlântida, cujos vestígios são assinalados em várias regiões da América.
             
Esses homens brancos, porém, apesar das lições e exortações do Cristo, em grande maioria esqueceu os compromissos, de modo que, somente exceções voltaram ao mundo radioso de Capela.
            
 A grande maioria, infeliz, permanece ainda na Terra, nos dias que passam.
             
Afirmam os Espíritos comprometidos com o desenvolvimento da Humanidade, que a Terra se assemelha a uma escola, onde a individualidade vai galgando os degraus na escala evolutiva.
             
A história desses vários povos encontra barreiras na falta de registros precisos e na absorção às culturas de outras raças.
             
Recentes estudos genéticos da população de Koisan, sudeste da África, revelam a presença de seres humanos no continente entre cento e oitenta e noventa mil anos atrás.
             
As investigações da Paleontologia confirmam a presença de humanos em épocas recuadas, diferentes da que cita, por exemplo, a Bíblia.
             
As raças havidas nesse recuo inimaginável dos tempos, pressupõe a Ciência, que foram duas, porém, seus traços se perderam devido ao seu primitivismo.
             
Logo em seguida, pode-se considerar a grande raça Lemuriana, como portadora de uma inteligência mais avançada, e já com valores mais altos no campo do Espírito.
             
É a Lemúria aceita como sendo o continente mais antigo da Terra e que ocupava o atual Oceano Pacífico, tendo submergido sob as ondas do mar, há dezenas de milhares de anos. A raça que ali vivia, os Lêmures, era amarela.
             
Da antiga Lemúria, certas ilhas japonesas são remanescentes.
             
O continente que se desenvolveu depois da Lemúria foi a Atlântida que ocupava uma área do atual oceano Atlântico, entre a América Central e a Meridional de um lado, e a África do outro. A raça que a habitava tinha a pele cor de cobre ou avermelhada.
             
Ambos os continentes foram destruídos porque, como já estudamos, o Planeta passa por períodos de reestruturação. As raças que neles habitavam, haviam chegado a um ponto culminante de sua respectiva civilização. Era momento de escolher, como todas as raças maduras, entre a materialidade e a espiritualidade.
            
Tanto os Lêmures como os Atlantes preferiram a materialidade.
             
A destruição havida, entretanto, não significa que todos foram extintos. Há remanescentes dos Lemurianos que sobreviveram na Ásia. Quanto aos Atlantes, uma parte se refugiou na América, principalmente no México e a outra nas costas do sul da Europa e no Egito.
             
Essas regiões já tinham sido colonizadas pelos Atlantes e serviram, após a catástrofe, de asilo aos sobreviventes e tornaram-se centros importantes para os tempos posteriores.
             
Emmanuel (A Caminho da Luz) diz que as ultimas ilhas que guardavam vestígios da civilização Atlântica submergiram mais ou menos de 9 a 10 mil anos antes da Grécia de Sócrates.
             
Nova fase se iniciaria com o surgimento da raça branca, no norte da Europa, nas proximidades do Mar Báltico.

Continua (março 2010)

Leda Marques Bighetti
Fevereiro / 2010
 
Bibliografia:
A voz do Antigo Egito – Waldomiro Francisco Lorenz Arquivos Psíquicos do Egito - Hermínio C. de Miranda Anuário Espírita – 2000 Revista Informação – Comunicação
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett