Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Espíritos  |  Capítulo III - Criação     |  01/09/2009
POVOAMENTO DA TERRA - ADÃO - (QUESTÃO 51) - PARTE III
             Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade (Segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec)

Livro Primeiro: As Causas Primárias
 
Cap III - Criação

III - Povoamento da Terra - Adão (questão 50)


51 – Podemos saber em que época viveu Adão?
- Mais ou menos naquela que assinalais: cerca de quatro mil anos antes de Cristo.

O homem cuja tradição se conservou sob o nome de Adão foi um dos que sobreviveram, em alguma região, a um dos grandes cataclismos que em diversas épocas modificaram a superfície do globo, e tornou-se o tronco de uma das raças que hoje o povoam. As leis da Natureza contradizem a opinião de que os progressos da Humanidade, constatados muito tempo antes de Cristo, se tivessem realizado em alguns séculos, como o teria de ser, se o homem não tivesse aparecido senão depois da época assinalada para a existência de Adão. Alguns, e com muita razão, consideram Adão como um mito ou alegoria, personificando as primeiras idades do mundo.
             
No intervalo das reencarnações os Espíritos se encontram na erraticidade e formam a população espiritual do ambiente da Terra.
             
Pelas mortes e pelos reencarnes, as duas populações, terrestre e espiritual, incessantemente deságuam uma na outra.
             
Há, portanto, diariamente, emigrações do mundo corpóreo para o mundo espiritual e deste para aquele - esse estado é normal.
             
Em certas épocas, entretanto, essas emigrações e imigrações se operam por massas mais ou menos consideráveis, em virtude de flagelo ou cataclismos que ocasionam a partida em quantidades enormes e que são logo substituídas pelo equivalente em reencarnações. Há, então, partidas e chegadas coletivas, meios providenciais de renovação da população do globo e do retempero pela introdução de novos elementos espirituais mais depurados.
             
A destruição só acontece em relação à matéria – nenhum Espírito morre; apenas mudam de plano.
             
As renovações rápidas que se produzem no elemento espiritual da população apressam o progresso social. As emigrações e migrações dão violento impulso que sem elas só com extrema lentidão esse progresso se realizaria.
             
Nota-se que, após todas as grandes calamidades, seguem-se era de progresso na área física, intelectual ou moral e por decorrência no estado social das nações que as experimentam.
             
Têm elas, portanto, o papel de operar uma remodelação na população espiritual, que é a população normal e ativa do globo. 
             
Estamos estudando isso, a fim de que entendamos que essa transfusão que se efetua entre a população encarnada e desencarnada de um planeta, igualmente se efetua entre mundos, quer individualmente, nas condições normais, quer por massas, em circunstâncias especiais. 
             
Significa isso que, há emigrações e imigrações coletivas de um mundo para outro, donde resulta a introdução na população de um deles, de elementos inteiramente novos.
             
Novas raças de Espíritos vindo misturar-se às existentes, constituem novas raças de homens.
             
Como os Espíritos nunca mais perdem o que adquiriram, consigo trazem eles a inteligência e a intuição dos conhecimentos que possuem, o que faz com que imprimam o caráter que lhes é peculiar à nova raça corpórea que venham a animar.
             
Para isso só necessitam de novos corpos nos quais reencarnarão. Esses novos habitantes aqui chegando integram, compõem, a princípio, a população espiritual da Terra, só após encarnam como os outros.
             
Continua no próximo estudo: A população – Adão

Leda Marques Bighetti
Setembro / 2009
 
Bibliografia:
Kardec, Allan – A Gênese – cap X
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett