Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Médiuns  |  Segunda Parte Das Manifestações Espíritas   |  Capítulo XXV   |  12/01/2018
CONSIDERAÇÕES GERAIS - ESPÍRITOS QUE PODEM SER EVOCADOS 2

O LIVRO DOS MÉDIUNS

(Guia dos Médiuns e dos Doutrinadores)

 

por

 

ALLAN KARDEC

 

Contém o ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo.

 

 

SEGUNDA PARTE

 

DAS MANIFESTAÇÕES ESPIRITAS

 

CAPITULO XXV

 

DAS EVOCAÇÕES

 

CONSIDERAÇÕES GERAIS – ESPÍRITOS QUE PODEM SER EVOCADOS

 – COMO FALAR COM OS ESPÍRITOS – UTILIDADE DAS EVOCAÇÕES DE ESPÍRITOS VULGARES – PERGUNTAS SOBRE AS EVOCAÇÕES – EVOCAÇÕES DOS ANIMAIS

– EVOCAÇÕES DE PESSOAS VIVAS – TELEGRAFIA HUMANA

 

                                          ESPÍRITOS QUE PODEM SER EVOCADOS

 

Através das reflexões feitas nas questões anteriores, compreende-se que as evocações de Espíritos para serem atendidas dependem de vários fatores, como a finalidade da evocação, a condição moral do médium e do Espírito comunicante, das relações fluídicas com mais ou menos facilidades, entre outras igualmente importantes.

Resumindo, não há para os Espíritos evocados a obrigatoriedade de atenderem uma solicitação, e por isso, devemos valorizar muito a oportunidade oferecida pelas reuniões mediúnicas que têm a finalidade socorrer, esclarecer e encaminhar desencarnados e encarnados ainda desconhecedores da realidade espiritual e da finalidade suprema da Vida.

Quando Espíritos superiores planejam e permitem acontecer as sessões espíritas, das quais participam os encarnados, os propósitos são os de “materializar” para nós detalhes da vida após a morte do corpo físico, e também do plano espiritual, do qual viemos e para onde vamos após encerrar a nossa atual reencarnação.

Allan Kardec, ao desenvolver seus profundos estudos sobre a mediunidade e médiuns, apresentou a realidade de Espíritos que, criados simples e ignorantes, utilizando o livre-arbítrio ainda sem saber fazer escolhas conformes à Lei de Deus, vão criando estados de perturbação que se desenvolvem durante a reencarnação e se prolongam através da vida espiritual, até que se esclarecendo pelo esforço do crescimento, ou pelas oportunidades oferecidas pelas reuniões mediúnicas, encontram esclarecimentos caridosos que lhes trazem novamente a dignidade pessoal.

Assim, ao se evocar Espíritos, se forem maus, a proposta deve ter uma finalidade séria e instrutiva, jamais por diversão ou com a intenção de utilizá-los como escravos para realização de tarefas indignas que não realizaríamos. Alerta o Codificador, que se os Espíritos bons permitirem que eles sejam utilizados dessa forma será com a finalidade de dar uma lição à nossa imprudência que os considerou mais poderosos que Deus. Também informou que será inútil a intenção de desfazer-se deles após o serviço prestado:

“Esse mesmo serviço solicitado, por menor que seja, representa um verdadeiro pacto firmado com os Espíritos maus, e estes não largam facilmente a presa.” 

O estudo nos mostra que a ascendência sobre Espíritos se dá pela superioridade moral. Os Espíritos maus e perversos reconhecem a superioridade moral dos homens de bem e só acatam alguma orientação se estiverem na presença de alguém que tenha lastro espiritual elaborado no Bem e na Caridade.

E encerramos essas reflexões transcrevendo a resposta de São Luís sobre o porquê de utilizar o nome de Deus contra Espíritos maus e perversos não produz efeitos:

O nome de Deus só tem influência sobre os Espíritos imperfeitos na boca de quem pode usá-lo com a autoridade das suas próprias virtudes. Na boca de um homem que não tenha nenhuma superioridade moral sobre o Espírito é uma palavra como qualquer outra. Dá-se o mesmo com os objetos sagrados que lhes opõem. A arma terrível é inofensiva em mãos inábeis ou incapazes de usá-la”.

 

BIBLIOGRAFIA

KARDEC, Allan - O Livro dos Médiuns - 2. ed. São Paulo: FEESP, 1989 - Cap. XXV –

q. 277 a 279                                                              

Tereza Cristina D'Alessandro – Janeiro / 2018

 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett