Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
 
Estudos Imprimir Indique voltar
O Livro dos Espíritos  |  Livro Segundo: Mundo Espírita ou dos Espíritos     |  11/08/2014
ORIGEM E NATUREZA DOS ESPÍRITOS – 76 A 83
Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade (Segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec).
 

 LIVRO SEGUNDO
 
“MUNDO ESPÍRITA OU DOS ESPÍRITOS”
 
CAPÍTULO I – DOS ESPÍRITOS

 
QUESTÕES DE 76 A 131

I – Origem e Natureza dos Espíritos – 76 A 83

II – Mundo Normal e Primitivo – 84 A 87

III – Forma e Ubiquidade dos Espíritos – 88 A 92ª

IV – Perispírito – 93 A 95

V – Diferentes ordens dos Espíritos – 96 A 99

VI – Escala Espírita – 100 A 113

VII – Progressão dos Espíritos – 114 A 127

VIII - Anjos e Demônios – 128 A 131

 

II - MUNDO NORMAL E PRIMITIVO  (q. 84 a 87)

 

            Os estudos anteriores visaram refletir sobre a existência dos Espíritos no sentido de deixar patente que não se constituem como abstrações; são reais. Têm existência própria.

            Quando o corpo físico não mais oferece condição para abrigá-lo, envolto pelo seu corpo semimaterial, é expulso, continuando seu existir em outro plano de matéria. Conservando a individualidade e a povoar o Universo, constitui e povoa o mundo dos Espíritos, no qual é mais senhor de si, tendo maior consciência da sua força e potencial, uma vez que a matéria do corpo físico não o obscurece ou entrava.

            Pelo desencarne, quando o Espírito adentra a vida espírita, apenas retorna à sua vida primitiva, normal. Em tese, ai nesse mundo, teria condições de abarcar o passado ou parte dele, ver, entender as faltas cometidas, as razões de seu sofrimento. Percebe como deveria ter agido, vê claro que a posição que ocupou foi justa e necessária. Agora, como Espírito errante, Espírito que está num tempo de aguardo para novo reencarne, usará esse tempo para pesquisar, entender melhor, estudar, planejar, aprender, observar, ouvir muito, a fim de fazer escolhas para uma nova e futura existência que um dia no tempo acontecerá. Nesse tempo ou nesse trabalho em que estará voltado, procurará aspectos que de algum modo recomponha, repare detalhes não muito elegantes na existência que findou. É movido pelo interesse sadio de contribuir para seu crescimento como Espírito imortal.

            Essa lembrança avaliativa do passado ou de existências passadas, conforme for o caso, essa consciência do ser mostra que a identidade moral, a individualidade do ser não se perdeu, anulou ou acabou com o desencarne. As vidas como encarnado são, nesse aspecto, detalhes, apenas pontos na vida do Espírito e serão necessárias até o dia no qual o ser nada mais tendo que aprender material e moralmente falando não mais precise reencarnar vivendo tão somente a vida espiritual que preexiste e sobrevive a tudo.
            Destaca-se que a vida normal do Espírito é a vida no plano espiritual sendo a encarnação apenas uma forma, fase necessária, porém, temporária em seu existir.

            A não ser a densidade do corpo físico, nada há como fator diferenciador entre encarnado e desencarnado. Entre ambos há identidade, individualidade preservada, mantida sob dois aspectos diferentes em que apenas a natureza das vestimentas configura um como habitante do mundo visível, material, e outro, ao mundo fluídico, encontrando-se ora em um, ora em outro, concorrendo para o mesmo objetivo através de meios apropriados a cada experiência.

            Disto decorre a perpetuidade das relações entre os seres. A morte não separa ou põe termo a essas relações, aos deveres recíprocos. Embora independentes, os mundos são intimamente ligados agindo e interagindo reciprocamente um sobre o outro. Os desencarnados não estão circunscritos, fechados em alguma região do espaço, mas por toda parte, ao lado, participando, observando, atuando com quem encontre afinidade, sintonia em ação muito mais intensa do que supõe o encarnado. Como ressalva, lembrar que nem todos vão a todas as partes havendo regiões interditas aos menos avançados, justamente por inadequação vibratória.

            Na vida espírita, conforme as faculdades, as virtudes adquiridas na Terra, o Espírito é atraído ao meio que lhe é próprio ou permanece naquele do qual não tenha se desprendido, nada vendo, ouvindo além da realidade em que está fechado.
            Em geral, quando chega o tempo de retornar ideias, necessidades, planos, desejos, são submetidos às decisões do grupo a que pertença no sentido de estudar pormenores, necessidades reais e possibilidades. Há todo um preparo em fortalecimento, esclarecimentos, detalhes visando destacar a importância do planejamento que ao renascer esquecerá, o que lhe dará inteira liberdade  para cumprir, vacilar, protelar, não fazer frente decisões que lhe acarretarão compromissos maiores ou méritos. Iniciou-se uma nova vida na qual os Espíritos que o assessoraram naqueles trabalhos preparatórios não o perderão de vista “torcendo” por resultados, alegrando-se com os esforços, com a vontade firme que demonstre nos esforços que faz para vencer-se.

            Pode-se dizer que o renascimento abre um hiato na vida espírita normal, no estado primitivo da verdadeira vida, para novamente, com o desencarne, retornar até o dia em que o aperfeiçoamento possibilite cumprir trabalhos, ajudando  os homens em suas necessidades. Quando for total, pleno, faculta-lhe não mais necessidade dos retornos, prosseguindo sua evolução em outras casas do Pai.

            Conclui-se que a vida normal do Espírito efetua-se no espaço, mas a encarnação opera-se numa das terras que povoam o infinito; esta é necessária ao seu duplo progresso moral e intelectual: ao progresso intelectual pela atividade a que se vê obrigado a desenvolver no trabalho; ao progresso moral pela necessidade que os homens têm uns dos outros. A vida social será a pedra de toque na qual revelará as boas ou más qualidades. Uma só existência corporal seria insuficiente para que um Espírito adquirisse o que lhe falta em termos de Bem e se despojasse de todo Mal que ainda exista em si.

            O selvagem poderia em uma única encarnação atingir o grau intelectual e moral de, por exemplo, alguém altamente adiantado, evoluído?  O bom senso responde que não, que seria ao mesmo tempo a negação da Justiça e bondade de Deus inclusive contrária à lei progressiva da Natureza.

            Para aprofundamento, encontraremos bibliografia em “A Gênese” – cap. X e XI: “Deus na natureza” – Camille Flammarion II; “Revista Espírita” ano 1866 pag. 67-71 a 77; 1861 – pag. 45 e 1868 pag. 166 – 1859 pag. 80; “Evolução em Dois Mundos” cap 1; “Mecanismos da Mediunidade” cap III, ambos de André Luiz e “O Livro dos Médiuns” itens 75-77 e 98. Também no livro Educação Mediúnica – Teoria e Prática - vol 1 - Ribeirão Preto: BELE, 2005 de Leda Marques Bighetti. Para enriquecimento do tema remetemos ainda a: Gabriel Delanne – Evolução Anímica, Hermínio C. Miranda – A Memória e o Tempo, além dos citados ou transcritos no texto.

 Leda Marques Bighetti 
Agosto/2014
 
ENVIE SEU COMENTÁRIO
ADICIONAR AOS FAVORITOS
 
Documento sem título
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett