Untitled Document
 
Olá! CONECTE-SE AO CEBATUIRA ou CADASTRE-SE!
Untitled Document
Sua cesta está vazia
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério

Centro Espírita Batuíra Favoritos Centro Espírita Batuíra FACEBBOK
 Home   Centro Espírita   Loja Virtual   BELE   Estudos   Efemérides   Mensagens   Onde Estamos   Contato 
Efemérides Espíritas
voltar Imprimir
Segundo Domingo de Maio – Dia das Mães
Data: 09/05/1914
“Dia das Mães” ou “Dia da Mãe” é data comemorativa que tem a finalidade de homenagear a mãe, a maternidade.

     A “Enciclopédia Britânica” (vol.15, pág.849), conta que essa comemoração é mitológica, uma vez que na Grécia Antiga, na entrada da primavera festejava-se com grandes festas Rhea, a Mãe dos Deuses.

     Nos Estados Unidos da América, os primeiros ensaios para que essas comemorações viessem a acontecer, surgem através da ativista Na Maris Reeves Jarvis. Em 1858 ela funda um clube com objetivo de diminuir mortalidade infantil especialmente nas famílias dos trabalhadores. Em 1865 forma o “Dia para Amizade das Mães”, associação que visava melhorar as condições dos feridos na Guerra da Secessão, que no período, assolava os Estados Unidos.

      A filha dessa senhora, Anna Jarvis em 1905, dois anos após a morte de sua mãe, criou um memorial em sua homenagem e iniciou campanha para que se criasse um dia especial para que todas as mães fossem homenageadas de forma singela, simples, através de uma visita, um bilhete, um cravo branco, uma florzinha simples qualquer. Citava o cravo por lembrar-se de ser a preferida de sua mãe.

     Procura o prefeito, autoridades nos vários escalões, viaja. A ela, outras senhoras, lembrando-se das lutas empreendidas por suas mães, para criá-las, se associam, formando um movimento que, decorrente desse trabalho insano conseguem que o Congresso dos Estados Unidos aprove o segundo domingo de maio como o Dia das Mães.

    Desse modo, em 9 de maio de 1914, essa homenagem aconteceu pela primeira vez.

     No Brasil, o então Presidente da República Sr. Getúlio Vargas, em 1932 a pedido das feministas da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino oficializa a data também no segundo domingo de maio.

     Enquanto viva, Anna viu quarenta e três países adotarem a homenagem que em cada povo adquiriu detalhes próprias das culturas em que se inseriam.

     Anna Jarvis que imaginava o “Dia das Mães” envolto apenas num carinho diferente, em 1925 surpreende um grupo de senhoras da Associação das Mães dos Veteranos de Guerra reunidas em Convenção, vendendo cravos brancos a preços extravagantes e abusivos com o sentido de fazer caixa. Censurou-as de forma tão obstinada que acabou sendo presa acusada de perturbar a ordem.

     Libertada, escreve a inúmeros jornais:

     “Estão comercializando o Dia das Mães. Não era isso o que eu pretendia. Esse é um dia de sentimentos e não de lucros!”

    Quase ao final da vida, alquebrada, sozinha ao ser entrevistada, disse ao repórter:

     “Antes não tivesse feito. Lamento ter criado Dia das Mães”!

       Logo depois, morre.

      Mensagem mediúnica assinada por Wallace L. Rodrigues na psicografia de Francisco C. Xavier, Anna insiste que alguém precisa restabelecer o espírito abastardado do dia das Mães:

     “- É uma maldição que os homens tenham que mercadejar com tudo o que é belo, santo e puro? Por favor, peça aos espíritas, que conjuntamente com o Natal, retirem o “Dia das Mães” dos balcões e caixas registradoras. Enfeitem-no de bondade e alegria; contabilizem-no no coração”.

     Essas melancólicas transcrições levam a que se analise os tempos ou os dias atuais caracterizados como o Dia da Mães que após o Natal é o dia em que o comércio mais lucra.

      Reflitamos que além do assédio da mídia, muitas mães aproveitam, para, “veladamente”, como quem não quer nada, destacar na presença do esposo ou filhos, algo que lhe falta ou que a casa precisa adquirir “um dia” isto ou aquilo.

     Por justiça, na realidade – se é que “se deve” presentear, quem deveria fazê-lo seria ela - a Mãe – homenageando o homem que lhe ofereceu a oportunidade de gerar e a presença dos filhos que a tornaram mãe.

     Pensemos!!!

 

Nota: A mãe é diferente no seu devotamento aos filhos?

          A questão 383/384 de O Livro dos Espíritos explica que o filho, vindo com a finalidade de se aperfeiçoar precisa encontrar amor disciplina, amor-atenção, doação, carinho, certezas, amor-diálogo, uma vez que a ela é confiada a vida sendo este compromisso de todos os dias.  E depois que morrem... bem... a literatura espírita, é recheada de fatos das mães que por séculos velam por seus filhos... deixam de desfrutar planos mais altos a que teriam direito, porque sabem, sentem que no dia em que os sofrimentos esgotarem fontes de rebeldia, seu regaço será o único capaz de resgatar esses amores...
 
 Efemérides Espíritas
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro
   
 
  Menu
  Estudos
 Estudos Obras Básicas
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Espíritos
ESTUDOS BATUIRA  O Livro dos Médiuns
ESTUDOS BATUIRA  O Evangelho Segundo o Espiritismo
ESTUDOS BATUIRA  O Céu e o Inferno
ESTUDOS BATUIRA  A Gênese
 Estudos sobre evangelização e mocidade
ESTUDOS BATUIRA  Evangelização Infantil
ESTUDOS BATUIRA  Mocidade Espírita Batuira
 Estudos temáticos
ESTUDOS BATUIRA  Estudo Evangélico
ESTUDOS BATUIRA  Ciência Rumo ao Espiritísmo
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Home
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Centro Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Loja Virtual
BATUIRA RIBEIRAO PRETO BELE
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Bazar
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mensagens
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Poesias
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Reflexões Espíritas
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Batuira em Coral
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Contato
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Onde estamos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Calendário C.E.B.
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Programação Especial
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Mapa do site
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Canal Batuira
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Galeria de Fotos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meu Cadastro
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus favoritos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Meus Pedidos
BATUIRA RIBEIRAO PRETO Minhas Participações
   
   
   
 
 
Receba nosso Newsletter
Receba nossas mensagens, calendário e estudos por e-mail
enviar
 
Rua Rodriges Alves, 588
Ribeirão Preto - S.P.
Cep: 14050-090 - Vila Tibério
  Centro Espirita Batuira Favoritos   Centro Espirita Batuira FACEBBOK
 Copyright 2014 | Centro Espírita Batuira- Todos os direitos reservados.          by vianett